DAVI NÃO BUSCOU CONHECER

DAVI DISPÕE-SE A TRAZER A ARCA A JERUSALÉM:
ARCA=Objeto central do tabernáculo. A arca era simbolo da presença de Deus. Davi trouxe a arca a Jerusalém para restaurar o culto e desenvolver a vida religiosa do povo (Êx 25.10-16).
SIOR DO EGITO=O leito do riacho que assinalava a fronteira sudoeste da Palestina (Js 13.3). Provavelmente deve ser identificado com o Ribeiro do Egito (2 Rs 24.7).Sior no original de (Is 23.3) é o Nilo.
QUIRIATE-JEARIM=Onde ficava a arca, na casa de Abinadabe, durante quase um século, após sua captura pelos filisteus, na primeira batalha de Ebenézer e sua subseqüente devolução (1 Sm 7.1).
As instruções sobre o transporte da arca se encontram em (Êx 25.14; Nm 4.15; 7.9; 10.21). Davi não buscou conhecer e obedecê-las, e assim suas boas intenções e pias cerimônias não foram aceitas pelo Senhor. A obediência as ordens do Senhor é mais importantes que os ritos religiosos. Ele pode ver nossos corações e conhece nossas mentes, e não se deixa enganar pela aparência externa. Nossos corações precisam ser retos e obedientes para o nosso serviço ser aceitável (1 Sm 15.22). Uzá e Aió. filhos de Abinadabe (2 Sm 6.3).
UZÁ=Foi castigado por não obedecer as instruções para o transporte da arca. Sua morte frisou, a todas as gerações futuras, a necessidade de reverência e conformidade para com os objetos sagrados a Deus. A arca nunca deveria ter sido posta em um carro: nunca deveria ser tocada; haveria varas especiais para transportá-la (Êx 25.14).
OBEDE-EDOM=Levita da família de Coré, do clã de Coate ( 1 Cr 26.1-4), pelo que estava autorizado a cuidar da arca.
PORTEIROS 1 CR  9.26 AS CÂMARAS E OS TESOUROS=O oficio de Porteiro correspondia ao de um guardião de hoje em dia. O fato que havia sempre quatro porteiros significa que, provavelmente, havia quatro rodízios por dia, e desse modo, sempre havia um guarda em serviço, pelo dia e noite. Havia quatro mil porteiro (1 Cr 23.5), cujos deveres eram abrir e fechar todos os portões, agir como guardas contra os intrusos, ajudar e encorajar aos adoradores, impedir os imundos de entrarem nos recintos sagrados (2 Cr 23.19). Os porteiros foram escolhidos para zelar pela pureza e santidade do templo. Estavam encarregados dos vasos sagrados e das ofertas voluntárias (2 Cr 31.14). Homens nomeados para distribuírem o montante entre os membros da tribo sacerdotal, era sete, considerado por muitos como sendo o número da perfeição divina; compare-se a obra semelhante dos sete diáconos, distribuindo ofertas aos pobres. E habitavam nas câmaras ao redor do templo (1 Cr 9.27). Eram levitas e vinham das vilas levíticas cada sete dias para servirem por turnos (1 Cr 9.25). Seu oficio era honroso, como o dos cantores, abaixo dos sacerdotes e levitas (Ed 2.42; 1 Cr 15.18). Coré. O notório levita que se rebelou contra Moisés. Os levitas eram uma antiga tribo guerreira (Gn 49.5-7), que se tornou casta sacerdotal (Dt 33.9-10; Jz 17.9-13; 18.19). Destes, a linhagem de Zadoque (6.8; 2 Sm 8.17), produziu os principais sacerdotes, que permaneceram até o exílio. Outros levitas, não da privilegiada família sacerdotal, realizavam  deveres secundários no templo, como o canto. Davi teria instituído o culto musicado no templo, conforme existia nos dias do cronista, em caráter definitivo, mais ou menos como Moisés teria transmitido todas as leis do Deuteronômio. Nomes de famílias proeminentes entre os cantores, eram Hemã , Coré, Asafe, Etã; os desses grupos. ver os títulos dos Salmos (73-83; 88 e 89). O próprio autor de Crônicas talvez pertencesse a um desses grupos. para ser sacerdote, no templo do autor, era necessário ser descendentes de Arão; para ser sumo sacerdote era preciso descender de Zadoque. Parece que o nome completo do pai de Coré era Ebiasafe, Asafe não podia ser o famoso músico e salmista do mesmo nome, visto que este último era gersonita; enquanto que o clã de Coré e seus descendentes deviam guardar os portões do templo. Obede-Edom. Levita que recebeu a bênção de Deus por ter guardado a arca, após a morte de Uzá. Quanto a sua nomeação, quatro porteiros da arca: Berequias, Elcana, Obede-Edom e Jeias. Protegiam a abertura da arca, para que não fosse aberta. Nessa ocasião, parece que o Salmo (24) foi escrito e musicado. Nos lembra da entrada triunfal de Cristo em Jerusalém e pode ser comparada com sua recepção em nossos corações.
Print Friendly and PDF