JESUS NO MONTE

Num monte alto, Pedro, Tiago e João viram a aparência de Jesus mudar, indicando o poder e a
glória que ele tem. Uma nuvem brilhante desceu sobre eles, e uma voz confirmou que Jesus é o Filho de Deus, a quem os discípulos devem escutar. Seis dias depois ainda estavam subindo o Monte Hermon, desde Betsaida, passando por Cesareia de Filipe, numa caminhada que pode ser descrita como um retiro espiritual Mt 17.1. Esta experiência de um antegozo da glória divina era uma revelação para Pedro. Tiago e João, sobre a natureza da obra e do reino de Cristo. Jesus é visto por eles na sua glória divina e agora, pai, dá-me na tua presença a mesma grandeza divina que eu tinha contigo antes do mundo existir Jo 17.5. Ladeado por Moisés, representando a Lei,  de Israel, e por Elias, representando os profetas. Jesus é revelado como a realidade gloriosa a qual a totalidade do A.T, apontava o cumprimento de toda história da redenção, desde o dia no qual Abraão foi chamado para obedecer a Deus, abandonou tudo para receber a herança. Os seus descendentes vão formar uma grande nação. Eu o abençoarei, o seu nome será famoso, e você será uma bênção para os outros. Abençoarei os que abençoarem e amaldiçoarei os que amaldiçoarem. E por meio de você eu abençoarei todos os povos do mundo. Então o Senhor, falou de novo e disse: O seu próprio filho será o seu herdeiro, e não o seu empregado Eliézer. Ai o Senhor levou Abrão para fora e disse: Olhe para o céu e conte as estrelas se puder. Pois bem! Será esse o número dos seus descendentes. Gn 12.2-3; 15.4-5. Deus interveio para consolar Jesus que já estava no caminho da crucificação e também para receber os discípulos a fim de continuarem firmes e confiantes depois da ascensão de Cristo 2 Pe 1.16-18, onde Pedro descreve a experiência e cita-a como prova da divindade de Cristo. Do Monte. Alguma tradições dizem que era o Tabor, mas o que contraria isto é que havia, na época de Jesus, uma fortaleza romana dominando o monte. O caminho mais lógico seria, rumo as alturas do Hermon, 20 km de Cesareia de Filipe e com quase 3.000 m de altura. Os judeus estavam aguardando um segundo aparecimento de Elias antes da vinda do Messias Mt 4.5, mas Jesus demostrou que era João Batista o cumpridor desta missão profética aliais, suas vestes e sua maneira de viver já apontavam para o caráter de um Elias. 
Print Friendly and PDF