OS BEM AVENTURADOS

OS BEM-AVENTURADO FELIZ E ABENÇOADOS
É a felicidade do coração que está em paz com Deus, e estende-se aos seguidores: HUMILDES DE ESPÍRITO, os verdadeiros humildes, não sendo a simples falta de bens materiais que produz a humildade; OS QUE CHORAM, lamentando seus próprios pecados; OS MANSOS, que se dobram a vontade de Deus; FOME E SEDE DE JUSTIÇA, é o que têm os que buscam a santidade que vem de Deus; OS MISERICORDIOSOS, que se compadecem do seu próximo; OS LIMPOS DE CORAÇÃO, têm uma santidade no intimo; OS PACIFICADORES, têm paz com Deus e a semeiam; OS PERSEGUIDORES, que sofrem qualquer sacrifício para permanecer dentro da vontade de Cristo Mt 5.3-12. Eles, porém, zombavam dos mensageiros, desprezavam as palavras de Deus e mofavam dos seus profetas até que subiu a ira do Senhor contra o seu povo, e não houve remédio algum 2 Cr 36.16. A cidade de Jerusalém começou a ser cercada em janeiro de 587 a.C., e o cerco durou dezoito meses, com a queda da cidade e a destruição do templo, os judeus perderam a sua independência e foram levados como prisioneiros para a Babilônia. Ali ficaram até 538 a.C., quando Ciro, o rei persa, conquistou Babilônia e mandou os judeus de volta para a sua terra. Tudo isto aconteceu porque, Zedequias se revoltou contra o rei Nabucodonosor, que havia obrigado a jurar pelo nome de Deus que seria seu aliado. Foi teimoso e não quis se arrepender e voltar para o Senhor, o Deus de Israel. O Deus dos seus antepassados, continuou a avisá-los por meio dos seus profetas porque tinha pena do seu povo e do templo, sua casa. Mas eles riram desses mensageiros e zombaram deles. Então Deus fez com que o rei da Babilônia marchasse com o seu exército contra eles. O rei pegou todos os utensílios da casa de Deus, grandes e pequenos, os tesouros da casa do Senhor, e os tesouros do rei e dos seus príncipes, tudo levou para a Babilônia. queimaram a casa de Deus, e derrubaram os muros de Jerusalém; destruirão tudo para que se cumprisse a palavra do Senhor, por boca de Jeremias até que a terra se agradasse dos seus sábados.   
Print Friendly and PDF