19 de dezembro de 2016

O PRINCIPIO DO REINO

Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, fui eu que os escolhi para que vão e deem fruto
e que esse fruto não se perca. Isso a fim de que o Pai lhes dê tudo o que pedirem em meu nome Jo 15.16. Não somente os doze discípulos mas também todos os seguidores de Jesus são escolhidos por Deus. Nossa chamada é para frutificar, para encher a casa do Senhor com frutos permanentes, contribuindo para o acréscimo do Reino que não terá fim. Este é o nosso legado: Cumprir o princípio estabelecido na Palavra de Deus. Observe que líderes que não se abrem para compreender as verdades do mundo espiritual, que não buscam viver corretamente, cumprindo o que Deus determina para as suas vidas, não são alegres, não frutificam e colhem resultados desagradável e frustantes. Dentro do principio de frutificar no Reino, o líder deve, em primeiro lugar, buscar frutificação na sua vida pessoal. Você precisa orar pelas mudanças que Deus quer fazer e que Ele fará na sua vida, no seu caráter. Deus sempre tem algo novo para fazer em nós, e, para isso, faz-se necessário mexer em nossas vidas. Se frutificar é um principio do Reino, Deus exigirá de você uma postura condigna de quem nasceu de novo, de quem está a frente de um povo. Não vejo como cobrança, mas como uma obra de restauração diária em sua vida, família, ministério, trabalho... Essa obra envolverá todas as áreas. Jesus enviou os doze discípulos para fazerem o que ele próprio estava fazendo; anunciar o Reino de Deus e curar os doentes. O texto não diz quanto tempo durou a missão, mas ela era urgente. Os apóstolos voltaram e contaram a Jesus tudo o que haviam feito. Então ele os levou consigo, e foram sozinhos para o povoado de Betsaida  Lc  9.10. Eles voltaram da missão em Betsaida povoado que ficava na costa nordeste do lago da Galileia, fora dos domínios de Herodes Antipas. Logo depois, Jesus ordenou aos discípulos que subissem no barco e fossem na frente para o povoado de Betsaida, no lado leste do lago, enquanto ele mandava o povo embora Mc 6.45. Este acontecimento mostra que os discípulos ainda não sabem quem é Jesus v.52. 
Print Friendly and PDF